Na Casa Dos Sonhos


 Título: Na Casa Dos Sonhos (In The Dream House: A Memoir) • Autor: Carmen Maria Machado • Editora: Companhia das Letras • Tradução: Ana Guadalupe • Compre: Amazon

Quando recebi esse livro eu não sabia do que se tratava, ainda não tinha lido a sinopse do mesmo, ainda que já tivesse vista a capa dele, fiquei surpreso quando finalmente li a sinopse do mesmo e descobri sobre o que o livro tratava, logo fiquei ansioso para realizar a leitura das memórias da autora.

A leitura desse livro foi uma experiência interessante, porque por mais que eu quisesse devorá-lo, pois, a escrita da autora é muito gostosa e a forma como ela escreveu o livro funcionou muito bem comigo, eu também "resistia" um pouco a leitura, um pouco por trazer um relato muito forte e doloroso do que a autora viveu.

Esse livro de memórias mostra um período em que Carmen viveu um relacionamento abusivo e ela conta como tudo se desenvolveu, mas, o livro vai muito além do relato da autora, ela trouxe pontos interessantes sobre relacionamentos abusivos entre pessoas LGBT — com foco em relacionamentos lésbicos —, como o fato de o reconhecimento de relacionamentos abusivos dentro da comunidade é relativamente novo; ou a ideia de que pessoas da sigla são sempre boas, tendo em vista todo sofrimento e esforço que fazem para viver, o que não faz sentido já que independente de gênero ou sexualidade pessoas são passíveis de qualquer coisa.

Iniciei a leitura completamente instigado a ler sobre algo que não é tão comum e nem tão falado, mas, que acontece muito e se faz necessário falar. Fui surpreendido não apenas com a forma interessante que a autora conta as memórias desse momento tão sombrio que viveu, mas, também pela pesquisa que ela precisou realizar para levantar todos os dados que foram incluídos no livro. Sem dúvidas uma leitura reflexiva, e mais que importante, necessária!!
Ao expor a história de seu relacionamento com uma mulher encantadora, mas também volátil e abusiva, Carmen Maria Machado traça um arco narrativo que vai desde o início cheio de promessas até o final difícil e confuso, que deixa marcas impossíveis de ignorar.
Carmen se apaixonou por uma mulher que parecia maravilhosa – elas fazem sexo, viajam juntas, conhecem as respectivas famílias –, mas que acaba se tornando opressiva e aterrorizante, apesar de ainda sedutora. Embora seja difícil resistir ao charme da companheira, a autora cada vez mais se dá conta de que os limites autoimpostos – aquelas balizas que fazem dela a pessoa que quer ser – estão sendo ignorados.
A casa dos sonhos deveria ser um lugar de felicidade e acolhimento, mas como é possível entender a transformação dela em assombro e violência? Em vez de traçar seu passado de forma linear, Carmen Maria Machado o fragmenta para alcançar o maior efeito possível na pessoa que lê, criando um mergulho emocional ao mesmo tempo angustiante e belo.
Neste livro de memórias ousado e brutal, Machado examina um relacionamento abusivo através de sua percepção pessoal, mas também por um viés cultural e sociológico. Ao registrar sua experiência de sexualidade queer e violência psicológica íntima, a autora chama ao palco personagens largamente marginalizados e esquecidos pela história que, invisíveis na narrativa coletiva, encontram ainda mais dificuldade para entender o significado de seus próprios sentimentos.

CONVERSATION

0 comments:

Postar um comentário

Obrigado por visitar o blog! Espero que tenha gostado do post e que deixe um comentário com suas impressões sobre o texto.

Você tem um blog? Não esquece de deixar seu link para que eu possa visitar seu blog.

IMPORTANTE
Os comentários publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião do blogueiro.