Frank E O Amor


Título: Frank E O Amor (Frankly in Love) • Autor: David Yoon • Editora: Seguinte • Tradução: Lígia Azevedo • Compre: Amazon

Quando eu descobri esse livro eu achei ele muito interessante, fiquei ainda mais interessado nele quando descobrir que o David Yoon era o marido da Nicola Yoon, autora que eu adoro e que li os livros lançados no Brasil, claro que não perdi tempo e quando tive oportunidade eu logo peguei o livro para ler.

Para começar a falar sobre esse livro eu preciso dizer que fiquei muito incomodado com algumas situações que acontecem em sua primeira parte, eu escrevi uma carta aberta para Frank,  detalhando as atitudes dele que me incomodaram e só depois disso consegui dar continuidade a leitura, mas, que bom que eu não desisti de ler o livro, porque eu terminei completamente apaixonado pela leitura. 

A escrita do David é realmente muito gostosa e fluída, mesmo enquanto estava com problemas para ler o livro eu percebi isso, pois, o que me incomodou na leitura foi o quão realista o autor conseguia ser em sua narrativa, mas a forma como ele desenvolve a história é de um crescente impressionante, a história só vai ficando melhor e claro foi me deixando mais e mais imerso nela.

Inicialmente eu tive alguns problemas com Frank, mas, o seu desenvolvimento realmente me deixou muito feliz e satisfeito como não achei que conseguiria ficar, escrever a carta aberta me ajudou bastante a compreender melhor o personagem, suas atitudes e escolha, e isso acabou por tornar a evolução dele ainda mais preciosa. Amei conhecer Joy, ela é meio doida, mas, muito divertida, uma personagem carismática sem esforço nenhum. Sem dúvidas o personagem que mais gostei foi Q, melhor amigo de Frank, sempre disposto a ajudar o amigo, sempre com um bom conselho, divertido, descolado ainda que um completo nerd.

Passada a dificuldade inicial eu acabei tão envolvido na leitura que eu simplesmente a terminei em um dia, ao iniciar a leitura nós esperamos um romance adolescente, mas David entrega muito mais do que isso, Frank lida com a amor em suas várias facetas, o amor da sua família, o amor dos seus amigos, e claro o amor romântico. Frank começou com o pé esquerdo, mas no fim ele me conquistou por completo.

Frank nunca conseguiu conciliar as expectativas de sua família tradicional coreana com sua vida de adolescente na Califórnia. E tudo se complica quando ele começa a sair com a garota de seus sonhos, Brit Means, que é engraçada, inteligente, linda… Basicamente a nora perfeita para seus pais ― caso tivesse origem coreana também.
Para poder continuar saindo com quem quiser, Frank começa um namoro de mentira com Joy Song, filha de um casal de amigos da família, que está passando pelo mesmo problema. Parece o plano perfeito, mas logo Frank vai perceber que talvez não entenda o amor ― e a si mesmo ― tão bem assim.



CONVERSATION

6 comments:

  1. Eu confesso que estou profundamente curiosa com essa carta aberta, saber o que de fato te incomodou. Isso também me deixou curiosa com o livro que até o momento, desconhecia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie!! Já que tá gerando tanta curiosidade vou acabar postando em algum momonto a carta, se eu encontrar ela kkkkk beijos!

      Excluir
  2. Oi Alisson!!

    Eu li esse livro ano passado e eu gostei bastante da leitura, eu tive oportunidade de ler com outras pessoas, inclusive pessoas amarelas, então a experiência foi muito engrandecedora pra mim. Eu fiquei apaixonda pela narrativa, e eu já quero mais livros dele, com certeza serão incriveis!!
    Adorei tua opinião e já quero saber o que te incomodou no começo HAHAHAHAH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bianca, menina sem sobra de dúvidas a sua experiência de leitura foi engrandecedora, queria ter tido a oportunidade de ler assim também. Se eu encontrar a carta no drive eu posto aqui no bog!!

      beijos

      Excluir
  3. Olá, tudo bem? Apesar de ter ouvido falar MUITO desse livro, acredita que eu não tinha feito essa conexão dos autores? Nicola também é uma das minhas favoritas, então agora é conhecer a escrita do seu marido hahaha Interessante essa perspectiva de ter começando odiando, e a medida que foi aprofundando melhor na obra, as coisas mudaram. Gosto de crescimento de enredos assim. Dica super anotada e amei a resenha!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu adoro quando os autores falam e criam histórias sobre amores da vida e não somente foco no amor romântico, acho que falar de amores é muito mais impactante e vinculativo com os leitores porque nem todos ligam ou sofrem com romances romanticos mas amores de vida quase todos nós temos.

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar o blog! Espero que tenha gostado do post e que deixe um comentário com suas impressões sobre o texto.

Você tem um blog? Não esquece de deixar seu link para que eu possa visitar seu blog.

IMPORTANTE
Os comentários publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião do blogueiro.