Arrancada do Meu Mundo


Título: Arrancada do Meu Mundo (In Another Life) • Autora: C.C. Hunter •  Editora: Jangada •  Tradução:  Jorge Ritter •  Compre: Amazon

Eu adoro os livros da C. C. Hunter, já li vários deles e ela nunca me decepcionou com suas obras, então fiquei bem animado em realizar a leitura desse livro, porque tinha um bom tempo que eu não lia nada da autora, e fiquei ainda mais animado por se tratar de um livro da autora com uma gênero diferente das obras que li e queria saber se ela se sairia tão bem quanto no livros de fantasia.

Eu realmente estava com saudades da escrita da C. C., ela continua escrevendo exatamente do jeito que eu gosto, sua escrita continua fluida e gostosa, eu vou lendo e nem percebo o tempo passando. O que gosto nos livros da autora é que eles não me cansam, eu vou ler e ler e ler e o pique de leitura continua ali e claro a curiosidade para descobrir o que vai acontecer também, isso me aconteceu com todos os livros dela.

Chloe é a definição de uma boa filha, principalmente passo por tudo o que passou depois que os pais se separaram, mas, para ser tão boa ela evitando atritos e guardando muita coisa para si e isso é sempre uma carga muito grande, eu realmente gostei da Chloe ela é uma personagem muito fácil de gostar. Cash vive assombrado pelo seu passado, ele não acredita que mereça amor e nem a preocupação de outras pessoas e por isso ele não deixa as pessoas se aproximarem demais. Devo dizer que eu realmente gostei de Cash, ele não teve uma vida fácil e ainda se culpa por muitas coisas, mas, fica claro que ele é um cara legal e que merece todo amor que for possível.

Esse é um YA bem gostosinho, eu li o livro inteiro em um dia, ele tem toda essa aura adolescente, dilemas de colegial e drama familiar. O que mais gostei na história foi o romance entre Chloe e Cash que possuem uma química perfeita, uma das coisas que amo nos livros da C. C. são os casais que sempre me agradam, gostei também do plot da busca sobre a verdade da adoção de Chloe, mas, em alguns momentos pareceu surreal demais, ainda que não me importe com isso outros leitores podem se importar.

Foi muito bom voltar a uma narrativa da C. C. Hunter, fiquei feliz que ela não me decepcionou e me entregou um boa leitura, esse livro é fácil de ler, fofo em alguns pontos, mas, aborda temas bem interessantes, além do central. Algumas pessoas estão considerando esse livro como Thriller/mistério, eu pessoalmente não acredito que ele se encaixe em nenhuma das duas categorias, se você pegar esse livro para ler com essa expectativa talvez acabe se decepcionando.

Esta nova obra de C. C Hunter traz como personagem principal Chloe, uma adolescente cujos pais estão recém separados. Ela tinha 3 anos de idade quando foi adotada pela feliz família Holden. Agora, catorze anos depois, o casamento dos pais se desfez. Tudo que Chloe mais amava na vida ficou para trás e, só para piorar as coisas, a mudança com a mãe para a antiga casa da avó, faz com que ela passe a ser assombrada por estranhas lembranças de quando era pequena. Quando Chloe conhece Cash Colton, ela se sente atraída instantaneamente e descobre entre eles muitas afinidades. Até Cash contar o verdadeiro motivo pelo qual ele a procurou: Chloe é uma cópia exata da filha dos pais adotivos dele, a filha por quem ainda choram, e ele está determinado a descobrir a verdade."

6 Comentários

  1. Oi Alisson!!

    Nossa, acredita que eu nunca li nada dessa autora?? Eu já vi algumas pessoas falando bem da escrita dela, mas nunca fui pesquisar os livros dela nem nada. Esse livro é exatamente o tipo de livro que eu gosto de ler e já vou colocar na minha lista de leitura! Adorei saber mais sobre a obra e já tô animada pra conhecer! <3

    ResponderExcluir
  2. eu ja tinha visto esse livro mas ainda não li e não sei se leria no momento, mas eu gosto da premissa e acho bacana tu contar que nao o classifica thriller porque eu leria justamente por achar que é kkk.

    ResponderExcluir
  3. Oi Alisson, tudo bem?
    Eu também adoro a escrita dessa autora, eu li alguns livros da série sobrenatural dela e amei! Esse é um tema doloroso, já estou aqui tentando imaginar será que os pais dela a tiraram dos pais biológicos? Tomara que não, que ele esteja errado. Mas pelo título do livro, acho que eu é que posso estar errada. Dica mais do que anotada, espero poder ler em breve!
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  4. Oi, eu nunca li nada da autora, nem conhecia até agora. Gosto de livros fluídos, apesar de ler pouco YA, vou verificar se tem o livro no app de leitura que utilizo e pego no na próxima semana, o legal de livro assim é que a leitura é rápida. Anotei a dica de não criar expectativas, mas como é a primeira resenha que leio, creio que seja tranquilo.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Eu tenho MUITA curiosidade com a outra série da autora, e por isso esse também estava no meu radar. Tenho me aproximado cada vez mais do gênero YA, então acredito que seja uma ótima indicação. Adorei e espero não me decepcionar! Dica anotada e ótima resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá,
    YA é um genero que leio de vez em quando, e às vezes dou sorte de encontrar algo bom. E este parece ter este algo bom! Espero ler em breve.

    ResponderExcluir