4 Homens Em 44 Capítulos



 Título: 4 Homens Em 44 Capítulos (44 Chapters About 4 Men) • Série: 44 Chapters Series #1 • Autor: BB Easton • Editora: Paralela • Tradução: Lígia Azevedo • Compre: Amazon

Quando eu vi a sinopse desse livro eu achei super interessante, há algum tempo eu não lia livros do gênero, primeiro porque sou gay e segundo porque a maioria desses romances eróticos heteros são muito clichês e isso me enchia o saco demais, mas, decidi dar uma chance a esse livro, porque ele prometia ser divertido e diferente dos livros do gênero.

Eu gostei bastante da escrita da autora, o livro é bem fluido e gostoso de ler. Eu adorei a forma como ela descreve os relacionamentos passados dela, seja real ou ficcionalmente, eu realmente me diverti demais com essas partes do livro, mas quando ela não está narrando seus relacionamentos achei a leitura enfadonha e sem sentido, talvez os livros que ela escreveu para cada relacionamento sejam melhores, exatamente por ela focar somente na história do relacionamento.

Eu achei o livro problemático em alguns aspectos, parece que a autora tem altas expectativas baseadas em experiências antigas, que ela espera que o marido corresponda, mas, como psicóloga ela deveria saber que ninguém é obrigado a corresponder às nossas expectativas... Outro ponto que me incomodou foram duas passagens transfóbicas que encontrei no livro, isso me incomodou muito, pois, eu não vejo o sentido de incluir falas transfóbicas no livro, principalmente a autora sendo uma psicóloga.

Bom, eu até gostei da leitura num total, como esperado o livro é divertido e entregou um história de fato diferente dos clichês do gênero e isso sem dúvidas me agradou, mas, o livro tem seus altos e baixos, para mim, talvez mais baixos. Inclusive acho que a autora precisa fazer terapia.

Depois de anos tentando apimentar minha vida sexual, resolvi me contentar com um diário sobre aventuras do passado. Talvez meu marido, um nerd lindo e frio, só não fosse capaz de sentir a paixão que eu esperava, já que era totalmente diferente dos meus ex-namorados supertatuados e tarados. Bom, se eu não podia ter o amor que desejava na vida real, pelo menos podia escrever sobre ele no diário. Seria meu segredinho.
Mas adivinha? Meu marido leu tudo. E sabe o que mais? Depois disso, ele foi tomado pela paixão, se é que você me entende.
A partir daí, resolvi seguir o conselho da minha melhor amiga e usar o diário para manipular o comportamento dele. Eu só queria convencê-lo a: me dar um apelido fofo; me elogiar mais; fazer sexo selvagem e apaixonado; e fazer uma tatuagem completamente amadora do meu nome e/ou rosto em uma parte do corpo bem visível!
Não é pedir demais, é? O que poderia dar errado?

CONVERSATION

0 comments:

Postar um comentário

Obrigado por visitar o blog! Espero que tenha gostado do post e que deixe um comentário com suas impressões sobre o texto.

Você tem um blog? Não esquece de deixar seu link para que eu possa visitar seu blog.

IMPORTANTE
Os comentários publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião do blogueiro.