7TH ANNUAL PAPYRUS AWARDS


2021 não foi exatamente um ano para leituras, consegui ler apenas 24 livros, mais da metade dos livros que estipulei pra minha meta de leitura, mas, bem longe de se aproximar dela rs e cereja do bolo foi o fato de meu notebook ter dado pau bem no começo do ano e atrasar toda a minha programaçação de janeiro para fevereiro kkkk. Hoje trago para vocês a sexta edição do Papyrus Awards, eu criei essa premiação para divulgar os livros que mais me chamaram atenção durante o ano, seja de forma positiva ou negativa! Conheçam os indicados e vencedores do ano! 

Vocês podem conferir a Primeira, Segunda, Terceira, Quarta, Quinta, edições clicando nos links!!
Por que Papyrus Awards? Escolhi esse nome, pois o papiro foi o primeiro material usado para a escrita. Eu tive a ideia ao visitar outros blogs e ver as retrospectivas deles, mas quis fazer algo "diferente" quanto a minha leitura anual, pois, a maior reclamação nos blogs que visitei era ter que escolher apenas um livro, a minha ideia é fazer com que isso não aconteça. A categoria segue o estilo de premiação, teremos os cinco indicados (podendo variar dependendo da quantidade de leitura) e um vencedor.

Esse ano eu li alguns livros com capas que achei lindas, dentre todas elas essas foram as cinco que mais gostei.

And the Papyrus goes to... Enquanto Eu Não Te Encontro, a capa desse livro simplesmente me encanta demais, eu gosto muito de todas as outras capas, mas, a capa de EENTE é simplesmente icônica, chamativa no ponto certo.


Infelizmente sempre tem aqueles livros que você muitas vezes ama ou odeia mesmo, lançado com uma capa que você não gosta muito ou nem um pouco.

And the Papyrus goes to... Para Sempre Interrompido, a verdade é que essa capa é tão, mas, tão sem graça sabe? E ela não faz sentido nenhum com a história do livro, além de o nome da autora não estar devidamente centralizado na capa.


Como escolher o melhor título? Não é realmente uma coisa muito fácil. Então minhas escolhas ficam para aqueles que mais se destacaram e se mostraram interessantes de acordo com a história.

And the Papyrus goes to... Na Casa Dos Sonhos, esse ano foi um pouco difícil escolher um dos títulos porque achei eles realmente muito bons, mas, Na Casa dos Sonhos, é uma descrição tão perfeita para o que eu encontrei na leitura, que foi basicamente obrigatório escolher esse título.


Escolher o pior título é tão ou talvez mais fácil que escolher o melhor, eu escolhi de acordo com o título original, falta de conexão do título com o livro ou estranheza mesmo.

And the Papyrus goes to... Isso Que A Gente Chama De Amor, eu fiquei impressionado como esse título não faz sentido nenhum com o que a história entrega ou tenta propor rs. 


Nós lemos alguns livros que nem sempre começam bem, mas, com uns finais tão maravilhosos e impactantes que a gente sofre completamente por ter acabado e fica feliz pelo livro ter acabado tão bem e esses foram os livros que fizeram eu me sentir assim.

And the Papyrus goes to... Evidências De Uma Traição, eu fiquei tão, mas, tão embasbacado com o final desse livro que eu simplesmente não sabia como reagir a ele kkkkk, eu simplesmente adorei tudo nele e aquele gostinho de quero mais fortíssimo, principalmente pela história ser curta.


Essa é uma categoria que não se faz tão difícil de se decidir, afinal, quando a gente não gosta do final do livro por mais que ele tenha sido maravilhoso não tem jeito né?

And the Papyrus goes to... A Palavra Que Resta, esse ano foi difícil escolher o final que me decepcionou mais rsrs, mas, tive que escolher esse porque achei uma puta sacanagem o que o autor faz no final do livro, claramente não vou dar spoiler, mas o livro maravilhoso para mim terminou sem graça.


Essa é uma categoria muito difícil porque series são o que eu mais leio e a gente acaba amando um monte delas, mas dentre as que mais amei essas foram as escolhidas.

And the Papyrus goes to... Heartstopper, esse ano fiquei completamente encantado pela série Heartstopper, a leitura foi tão gostosa, tão fofa e de uma delicadeza tão potente da autora, estou ansioso para que lancem o restante da série para eu ler.


Essa categoria é muito boa, bem naquele estilo qual mundo você gostaria de conhecer, ninguém quer conhecer o de Jogos Vorazes, porém o intuito aqui é o quanto tal Universo/Ambientação me agradou e sem dúvidas esses foram os melhores.

And the Papyrus goes to... Arlindo, para quem é Arlinder e acompanhou pelo Twitter os lançamentos das páginas novas sabe o quão importante a ambientação foi importante e muito bem trabalhada na história, principalmente por ela se passar no passado né? Encontrei tanta referência dos meus anos de adolescência como não amar essa ambientação? 


O que seriamos de nós leitores sem as belas adaptações para tornar real o que vemos nos livros? Como sempre tem aquelas adaptações que se destacam, e aquelas que preferíamos desassistir, mas, não vamos citá-las. Para estar nessa categoria eu preciso ter lido o livro para de fato saber se a adaptação foi boa.

And the Papyrus goes to... Shadow And Bone, eu fiquei simplesmente ESTARRECIDO com a qualidade da adaptação que a Netflix fez para Sombra e Ossos e ainda conseguiu ao mesmo tempo adaptar Six off Crows que ainda não li, mas, amei forte a série e to ansioso pela segunda temporada.


Sempre temos aqueles vilões que se destacam na leitura, tanto de forma positiva quanto negativa. Esse ano esses foram os vilões que mais se destacaram em minhas leituras. Quinten - A Traição, - Algum DiaCriaturas Mágicas - O Filho Rebelde.

And the Papyrus goes to... X, eu já adorava a forma maníaca desse personagem no livro Todo Dia, mas, em Algum Dia foi possível ver como ele é ainda mais asqueroso e vilanesco, por isso X foi o grande escolhido deste ano.


Sempre tem aquela personagem Coadjuvante que a gente ama, algumas vezes muito mais que a própria protagonista, e as escolhidas desse ano foram.
Penelope O Filho Rebelde, como sempre a Penelope tentando dar um jeito na bagunça de Simon, como não amá-la? Bailey - Des-Grávida, sinceramente não seria qualquer pessoa que toparia essa "aventura" a qual Bailey se submeteu para ajudar Veronica. Lis - Arlindo, ela que melhor entende o Lindo e é sua grande e inseparável amiga nos momentos mais difíceis, eu adoro a Lis. Kit Riva - Malibu Renasce, inicialmente achei a Kit bem chatinha, mas, com o passar da história percebi o quão importante e necessária era a acidez da personagem dela. Bridget - Procura-se Um Namorado, ela tem cara de amiga ausente e doida, mas, a verdade é a que mais se preocupa e se as coisas aconteceram foi tudo por causa dela kkkk.

And the Papyrus goes to... Bailey, mesmo depois de tudo o que Bailey e Veronica viveram, ela ainda assim se predispôs a ajudar a amiga em sua jornada, enquanto ela mesma passava por suas próprias dificuldades e problemas, Bailey é maravilhosa.


Sabe aquele personagem secundário que se destaca e a gente ama, muitas vezes muito mais que o próprio protagonista? Esses foram os escolhidas desse ano
Waytt - De Olho Nela, o tempo todo eu só queria abraçar ele e dizer o quão maravilhoso ele é, um personagem super carismático e necessário para a história. Asher De Olho Nela, como não ficar completamente encantado por Asher? Achei interessante a forma como ele lidou o programa. Ethan - A Traição, Sinceramente? Ele foi a melhor coisa do livro inteiro, para mim foi a única coisa que fazia sentido e não parecia forçado demais, adorei Ethan. Pierre - Enquanto Eu Não Te Encontro minha gente eu simplesmente me apaixonei por esse boy maravilhoso que é Pierre, atencioso, fofo, lindo, alto ahhhh suspira. Oliver Procura-se Um Namorado, sinceramente é impossível não se apaixonar por Oliver, ele é atencioso, lindo, ótimo senso de humor, educado e tantas coisas mais.
 
And the Papyrus goes to... Pierre, parece até brincadeira, mas todo ano eu acabo escolhendo o coadjuvante porque eu fiquei mais apaixonado e sem dúvidas em 2021 quem ocupou esse posto foi o Pierre. 


A gente às vezes gostaria de afogar algumas protagonistas numa poça d'água. Mas não aqui! Aqui todas as protagonistas são amadas e foram escolhidas por serem interessantes, divertidas, fortes ou destemidas e muitos outros atributos legais que protagonistas deveriam ter.
Bea - De Olho Nela, não imaginei que fosse gostar tanto da Bea, na verdade eu nem esperava que ela fosse ser uma protagonista tão carismática, que me faria torcer para ela a história toda. Veronica - Des-Grávida, o que mais gostei em Veronica é que ela é uma garota decidida e que sabe exatamente o que quer de sua vida, sem dúvidas o que ela vive no livro é algo gigantesco e ela não se deixa abalar em momento nenhum, isso é demonstrar força. Nina - Malibu Renasce, Nina Riva eu eu te amo garota! Não tenho como não exaltar essa personagem gente? Ela passa por tudo o que passa e ainda assim segue sempre em frente dando sempre o seu melhor. Grace - Blackout, essa sem dúvidas foi a protagonista desse livro que eu mais gostei, achei ela muito interessante, muito  bem desenvolvida, mas vivendo uma curta história. Elsie - Para Sempre Interrompido, tudo o que eu queria fazer durante toda a leitura era abraçar a Elsie e dizer que tudo iria ficar bem, mas, ela se mostrou uma protagonista muito mais interessante do que eu esperava.

And the Papyrus goes to... Nina, acho que ficou meio óbvio quem seria a vencedora esse ano, não é mesmo? A Taylor e sua destreza para escrever protagonistas que eu simplesmente viro cadelinha, conhecer Nina foi um completo deleite e acompanhar a história e desenvolvimento dela foi muito bom.


Assim, como a categoria feminina às vezes a gente quer mesmo matar alguns protagonistas. Mas aqui! Só temos os melhores protagonistas, os mais amados, escolhidos a dedo por serem bem humorados, carismáticos, fortes, humanos e interessantes, além de outros atributos legais que protagonistas deveriam possuir.
Raimundo - A Palavra Que Resta, Raimundo foi uma daqueles protagonistas que eu amei conhecer e ver todo o seu desenvolvimento e forma como ele muda com o passar dos anos, isso claro sem contar toda a provação e dificuldade que ele passa em sua vida. Arlindo - Arlindo, eu amo amo amo o Lindo, principalmente por ele meio que viver muito do mesmo que eu vivi, na mesma época em que também vivi, rolou uma identificação muito forte com ele. Lucas Enquanto Eu Não Te Encontro, Lucas é tão carismático gente, eu dei boas risadas com as situações que ele passa, me identifiquei muito com ele como fã de diva pop. Charlie Heratstopper, sem dúvidas Charlie foi uma grata surpresa em 2021 não esperava gostar tanto do personagem, ele é basicamente bom em tudo, mas, ao mesmo tempo ele é tão tímido e fofo. Luc - Procura-se Um Namorado, eu adorei reencontrar o Lucien, ele me fez dar boas risadas novamente das situações que ele passa, mas, e mais uma vez me vi emocionado com outros momentos dele o coitado não teve um minuto de paz.

And the Papyrus goes to... Raimundo, esse ano foi bem difícil escolher o protagonista, mas, sinceramente não tinha como não escolher o Raimundo, sem dúvidas foi o protagonista com a história mais forte dentre todos os que li em 2021. 


Sempre tem aquele personagem que se destaca simplesmente por te fazer rir muito, seja com as situações que vive, pelas atitudes que toma ou simplesmente por ser muito engraçado, esse ano os destaques foram.
Luc Procura-se Um Namorado, eu não consegui não dar boas gargalhadas com as situações inusitadas que o Luc passa durante toda a leitura, só de descobrir o lugar que ele trabalhava eu passei um bom tempo rindo. Arlindo - Arlindo, lindo sempre me fazia rir, ele é muito carismático desde quando era uma criança, o pior é que no fim eu me identifiquei demais com ele nesse quesito. Luc Enquanto Eu Não Te Encontro, Luc é simplesmente o desastre em pessoa, se alguma coisa puder dar errado com ele tenho certeza que dará, isso sem contar no quão carismático ele é e o quanto me fez rir.

And the Papyrus goes to... Arlindo, ai meu Deus, sinceramente eu não podia deixar de escolher outro personagem, Arlindo me divertiu e me fez rir demais, tanto no Twitter, quanto quando li ele em formato físico.


Tem alguns casais em livros que são simplesmente apaixonantes, a forma como eles se conectam e se completam, dá até uma invejinha. Os casais destaque esse ano foram.
Jamie e Wess - Epic, Bea e ?? - De Olho Nela, Charlie e Nick - Heartstopper, Lucas e Pierre - Enquanto Eu Não Te Encontro e Luc e Oliver - Procura-se Um Namorado.

And the Papyrus goes to... Lucas e Pierre, me desculpe todos os outros casais que eu também amei, mas, tive que escolher Lucas e Pierre, porque o romance deles é simplesmente encantador e eu fiquei mordidinho de inveja com a história deles que queria que fosse minha kkkkkk.


Todo ano tem aquela leitura de um autor que você ainda não tinha lido, que te tira completamente do chão, aquela que você esperava gostar, ou realmente nem esperava gostar tanto assim e no final você simplesmente ama o livro e fica completamente feliz por ter lido ele.

And the Papyrus goes to... De Olho Nela, esse livro foi uma leitura tão boa, eu até pensei na atriz perfeita para interpretar a Bea, eu não esperava gostar tanto do livro e olha que esse é o livro de estreia da autora, imagina ao que mais ela pode entregar.


Essa não é uma categoria muito feliz, afinal de contas é péssimo ter lido livros ruins durante o ano né? Mas algumas sinceramente se superaram. Mas ela é uma categoria de certa forma fácil, afinal se a gente não gosta do livro não gosta e ponto!

And the Papyrus goes to... Isso Que A Gente Chama De Amor!, nem todos os livros que estão aqui foram de fato "ruins", mas, também não foram ótimos. Mas IQACDA foi uma decepção tão grande, eu fiquei sem entender como tudo o que se passou nesse livro era aceitável e como as coisas se resolvem tão facilmente.


Nem só de grandes livros vive o homem, os livros de contos são maravilhosos, para acrescentar informações a aquele livro maravilhoso que você leu, ou que ainda vai ler. Ou só pra ser uma história de leitura rápida mesmo.

And the Papyrus goes to... Evidências De Uma Traição, eu fiquei completamente embasbacado com esse conto maravilhoso que a Taylor escreveu, eu não sabia bem o que esperar, mas, ele foi muito melhor do que eu sequer esperava.


Sempre tem aquele autor queridinho, sempre tem aquele autor que se destaca, sempre tem um autor que você idolatra, essa categoria foi feita especialmente para eles.
Kate Stayman-London, essa até o momento essa maravilhosa só lançou I livro, mas, que livros, senhoras e senhores, um impacto. Pedro Rhuas, demorei bastante para ler as obras do autor, mas, é inegável o quão maravilhoso ele é, li 2 livros dele. Taylor Jenkins Reid, essa autora conseguiu me fazer amar todas as protagonistas dos livros dela de tão humanas que elas são, li 6 livros dela. Alice Oseman essa maravilhosa escreve tanto livros quanto graphic novels, até o momento só li heartstopper, mas espero ler mais dela, li 2 livros dela. David Levithan, vocês sabem que eu sou totalmente cadelinha deste homem não é mesmo? Eu vou ler até a lista de compras dele, já perdi as contas de quantos livros dele eu li.

And the Papyrus goes to... Taylor Jenkins Reid, pelo segundo ano consecutivo a vencedora é a Taylor, eu simplesmente não sei lidar com os livros dessa mulher de tão bons que são para mim, são sempre uma leitura muito instigante e envolvente.


Sabe aqueles livros que te fazem ter vontade de gritar pro mundo que todos devem ler porque ele é maravilhoso demais e você quer comentar com todo mundo, muitas vezes chora, e no final se sente órfão da história, bom isso é a minha definição para um livro se encaixar como melhor do ano. Esses foram os melhores livros desse ano que me causaram essas sensações, amei muitos outros não nego, mas esses realmente se destacaram.

And the Papyrus goes to... De Olho Nela, eu gostei demais de todos os outros indicados, mas, De Olho nela, tem tudo que me faz achar um livro perfeito, ritmo bom, ótimos personagens, desenvolvimento muito gostoso e um final incrível. 

Livros mais indicados:
Enquanto Eu Não Te Encontro - 9 Indicações
De Olho Nela - 8 Indicações
Malibu Renasce - 6 Indicações
Arlindo - 6 Indicações
Procura-se Um Namorado - 6 Indicações

Livros que mais venceram:
Enquanto Eu Não Te Encontro - Venceu 3 
De Olho Nela - Venceu 2
Arlindo  - Venceu 
A Palavra Que Resta - Venceu 2
Evidências De Uma Traição - Venceu 2


Obrigado a todos que visitaram meu post da quinta edição do Papyrus Awards, os melhores e os piores do ano. Se quiserem reproduzir em seus blogs fiquem a vontade!! Até 2023 com a próxima edição da premiação!!

CONVERSATION

3 comments:

  1. Olá,
    Gostei das categorias, não concordei com algumas coisas mas gostei que a Grace de Blackout foi escolhida e concordei com todos de piores capa hahaha. Muito bom!

    ResponderExcluir
  2. Oi Alisson!

    Eu não li nenhum livro que você mencionou na categorias, mas você leu livros que estão na minha lista de desejados. Um deles é Malibu Renasce e também quero ler A casa dos Sonhos e A Palavra que resta. Quero conquistá-los logo ara lê-los. Agora anotei sua indicação do livro De Olho nela, 8 indicações foram ideal para despertar minha curiosidade.

    Bjos
    https://consumidoradehistorias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Primeiro eu AMEI esse formato, nunca vi nada assim nos blogs. Ainda não li nenhum dos seus indicados, mas já fiz uma listinha bem bacana.

    Beijos e sucesso

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar o blog! Espero que tenha gostado do post e que deixe um comentário com suas impressões sobre o texto.

Você tem um blog? Não esquece de deixar seu link para que eu possa visitar seu blog.

IMPORTANTE
Os comentários publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião do blogueiro.