Sobre Adaptações: Heartstopper


Título: Heartstopper • Ano: 2022 • Temporada: 1 • Episódios: 8 • Duração: 30 min • Distribuidor: Netflix

Heartstopper finalmente estreou, depois de ler as graphic Novels e me encantar com a história de Nick e Charlie, mal podia esperar pelo momento de me encantar mais uma vez com a história deles, só que dessa vez na TV!! Eu estava contando os dias para essa estreia e claro que eu não podia deixar de vir falar um pouco sobre o que achei da série.

Charlie é um aluno muito dedicado, mas que tem sofrido bullying na escola de forma constante desde que se assumiu gay, o que resultou em uma personalidade bastante acanhada e insegura nos últimos tempos. Já Nick, é super popular e querido por ser um excelente jogador de rugby. Quando os dois começam a sentar próximos todas as manhãs, eles desenvolvem uma amizade intensa e imprevisível, se aproximando mais a cada dia. Charlie logo percebe o que está sentindo por Nick, apesar de entender que se apaixonar por um amigo, ainda mais hétero, pode acabar sendo uma grande furada. No entanto, Nick também está em dúvida sobre como se sente a respeito de Charlie. Quem sabe talvez os dois garotos estejam prestes a descobrir que o amor pode funcionar de maneiras incríveis e surpreendentes.

Eu simplesmente AMEI a série, sério gente está perfeita demais, amorzinho e fofa demais! Mas o que de fato mais me encantou foi o quão fiel a série é ao material original, desde cenas e falas iguais, me diga como não ficar em completo êxtase com uma adaptação tão bem feita? Mas, é óbvio que algumas coisas foram modificadas, novo material foi adicionado para a série funcionar bem. Em uma entrevista Alice falou que uma das coisas que mais gostou na série foi o fato de poder desenvolver melhor os personagens secundários  que nas HQ não tem tanto espaço.

Inclusive eu preciso exaltar demais o elenco da série, eles são simplesmente perfeitos, se encaixaram perfeitamente com os personagens que representam, a química que Joe Locke (Charlie) e Kit Connor (Nick) tem é idêntica as graphic novels. Sem dúvidas o grande destaque para mim foi Yasmin Finney (Elle) ela é carismática e fofa demais. Dois novos personagens foram inseridos na história Imogen que foi inserida para trazer um pouco de drama para a história e Isaac que acabou por "substituir"  o personagem Aled, muitos fãs se perguntaram porque do personagem sido substituído, em seu Twitter Alice explicou que preferiu não inseri-lo, pois, se o fizesse ela teria de ignorar/modificar acontecimentos do livro Rádio Silêncio que tem Aled como protagonista o que não era interessante, Alice reforçou ainda que Isaac é um personagem totalmente novo e diferente de Aled.

A série tem toda uma vibe gostosa de fofa e alegre, entregando sua história de forma leve e positiva e é exatamente o que me fez amá-la tanto, ela foi criada com a intenção ser vista por pessoas de qualquer idade, mas, ainda assim ela também trabalha pontos importantes como bullying, homofobia e já começou a inserir mesmo que de forma breve temas como saúde mental que serão trabalhados melhor em possíveis próximas temporadas. 

A série é baseada nos quadrinhos de mesmo nome escrita por Alice Oseman, mas, na verdade Charlie e Nick haviam dado as caras em outra obra da autora antes de ganharem sua própria história, eles foram personagens secundários no livro Um Ano Solitário, já lançado aqui no Brasil, o livro tem Tori a irmã mais velha de Charlie como protagonista. Foi somente em 2017 que Alice começou a escrever a história dos nossos protagonistas apenas como diversão, até seu trabalho tomar corpo e ganhar fãs. Em 2019 os direitos de adaptação Heartstopper foram comprados, no mesmo ano em que o primeiro livro foi lançado.


Até o momento que escrevi esse post a primeira temporada da série acumulava 17 críticas especializadas, sendo muito bem recebida por esses com uma nota 100%, para a audiência geral a série tem 99%. Fico extremamente feliz que a série esteja sendo tão bem recebida e sigo na esperança de que ela seja renovada, afinal, ainda temos mais três livros para serem adaptados. Eu achei a fotografia da série tão bonita e o uso dos efeitos inspirados nos da graphic novel ficaram muito fofos e claro que não podemos deixar de citar a trilha sonora perfeita da série não é mesmo?? A Netflix disponibilizou no Spotify uma playlist com todas as músicas que tocaram na série e eu vou deixar ela aqui embaixo caso vocês queiram ouvir ou descobrir algumas das músicas que tocou na série.



Deixarei aqui observações muito importantes e relevantes, única e exclusivamente em minha cabeça!! 

— Alice Oseman escreveu e foi produtora executiva de todos os episódios, entenderam porque ficou tudo tão perfeito??
— Alice faz uma aparição no oitavo episódio aos 22:21 minutos.
— A primeira temporada da série adaptou os volumes 1 e 2 dos quadrinhos;
— A cada episódio Isaac aparecia com um livro diferente, foram eles:
  • Episódio 1: Messias de Duna, Frank Herbert
  • Episódio 2: Naruto Vol. 72, Masashi Kishimoto
  • Episódio 2: A Mulher do Viajante no Tempo, Audrey Niffenegger
  • Episódio 3: Quantum Mechanics - The Theoretical Minimum, Leonard Susskind e Art Friedman
  • Episódio 4: Proud, Gareth Thomas
  • Episódio 4: Manual de Assassinato para Boas Garotas, Holly Jackson
  • Episódio 5: Orgulho e Preconceito, Jane Austen
  • Episódio 5: Rádio Silêncio, Alice Oseman (Senti uma homenagem ao Aled aqui)
  • Episódio 8: Gender Explorers, Juno Roche
  • Episódio 8: Não há Planeta B, Mike Berners-Lee
— A gritaria que foi a Olivia Colman como a mãe do Nick;
— A série não tem abertura, mas, tem imagem com título de cada episódio;
— Vocês também acharam engraçado como a Tori sempre aparece do nada parecendo um fantasma? kkkk;
— Gente! A Nellie é tão fofa;
— O patrocínio da Addidas na série foi pesado!! kkkk

CONVERSATION

3 comments:

  1. Oiê!
    1) Quero te parabenizar pelo texto, está incrível;

    2)A história aqui descrita me remeteu muito a Para todo os garotos que já amei;

    3) Curiosidade minha, quantas vezes você assistiu a série?

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Ah coloquei essa série na minha lista, parece ser um história bem romântica e fofa (amo muito). Já conhecia os quadrinhos, pretendo ler, e tudo parece bem leve com aquele toque das coisas de adolescente. Com certeza verei!

    ResponderExcluir
  3. AAAAAAAAAAAAAAAhhhhhhhhhhhhhh estou assistindo e amando, sério, a série é delicada, sensível, aborda os temas de forma suave, principalmente a adolescência e a descoberta do amor, espero que tenha muitas temporadas e esses atores maravilhosos, hein?!?!?

    ResponderExcluir

Obrigado por visitar o blog! Espero que tenha gostado do post e que deixe um comentário com suas impressões sobre o texto.

Você tem um blog? Não esquece de deixar seu link para que eu possa visitar seu blog.

IMPORTANTE
Os comentários publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião do blogueiro.